BONS NEGÓCIOS

linha.png

BONS NEGÓCIOS é um jogo de cartas que oferece ótimas oportunidades de instigar a negociação e exercitar, de forma lúdica, as habilidades de empreender e investir. O objetivo do jogo é obter o maior lucro possível com a compra e venda de produtos. Na primeira fase, os jogadores, após receberem um valor inicial em cartas-nota, dão lances para comprar cartas-produto. Na segunda fase, as cartas-produto serão vendidas mediante a troca por cartas-cheque, onde o produto de maior valor recebe o cheque de valor mais alto. A partida termina quando todos tiverem vendido seus produtos. Vence o participante com mais dinheiro no final do jogo. O principal conceito do jogo é investir, trabalhar a estratégia, planejamento, tomada de decisão, adiamento de gratificações, boa utilização dos recursos financeiros e observação.

 

montagem_bonsnegocios.png

Imagine que você quer ser um empreendedor e planeja abrir um negócio, por exemplo, uma loja de produtos diversos, como bonecas, tablets, materiais escolares e vídeo games. Para isso, necessitará de um capital inicial e terá de planejar a compra e a venda dos produtos para obter lucro. Este é o objetivo do jogo: levar o jogador a exercitar, de forma lúdica, as habilidades de empreendedor e investidor.


Destinado a todas as pessoas a partir dos 10 anos, BONS NEGÓCIOS é dinâmico e rápido. O jogo apoia o desenvolvimento de habilidades de um empreendedor, como estratégia, planejamento, julgamento, tomada de decisão, adiamento de gratificações, boa utilização dos recursos financeiros e observação. Para ter sucesso, o jogador necessita enfrentar contingências que podem ser favoráveis ou desfavoráveis aos seus objetivos. Desejamos que essa experiência também seja importante para você!

 

 

REGRAS

linha.png

OBJETIVO
Vender bem os produtos que comprou e ser o participante com mais dinheiro no final do jogo.

 

COMPONENTES
• 24 cartas-produto (numeradas de 1 a 24)
• 108 cartas-nota, sendo 60 de A$ 1; 36 de A$ 5; e 12 de A$ 10
• 24 cartas-cheque nos valores de A$ 5 a A$ 120
• 23 cartas-desafio
• tabela de anotações

 

PREPARAÇÃO
• Separe as cartas por tipo (produto, nota, cheque e desafio) e embaralhe cada um dos montes
• Coloque as cartas-cheque e as cartas-desafio de lado. Elas serão usadas somente na segunda e terceira fase do jogo.
• Posicione as cartas-produto com a face para baixo, formando um monte
• Cada participante começa o jogo com A$ 60 (sessenta américas), com notas assim distribuídas: 10 notas de A$ 1; 6 notas de A$ 5 e 2 notas de A$ 10
• Escolha um jogador para ser o banqueiro, que cuidará da distribuição do dinheiro e dos pagamentos feitos durante a partida
• Se forem cinco os participantes, é necessário tirar quatro cartas-produto e quatro cartas-cheque. Elegem-se a retirada de quatro cartas-produto (1 ao 4) e as quatro cartas-cheque de menor valor (A$5, A$10, A$15 e A$20). Retirando as cartas de menor valor, o jogo segue a mesma estratégia pensada.

 

MODO DE JOGAR

 

1ª fase - Compra dos produtos
1) Coloque sobre a mesa, com a face voltada para cima, cartas-produto em número igual ao de jogadores. Por exemplo, se são seis participantes, posicione seis cartas-produto; se são quatro, posicione quatro cartas. Na primeira rodada, o primeiro jogador oferta um lance, não destinando a um produto em específico, mas sim a todos da rodada, colocando uma ou mais cartas-nota sobre a mesa. O próximo (no sentido horário) tem de decidir se ofertará um lance maior ou menor (o lance nunca pode ser igual aos existentes). Todos os jogadores são obrigados a ofertar um primeiro lance. Os lances continuam e os jogadores podem cobrir o valor do colega ou passar a vez. Quando o jogador passa a vez, ele sai da rodada e assim, sucessivamente, até que todos estejam satisfeitos. O jogador que ofertou o maior lance fica com a carta-produto mais valiosa, aquele que ofertou o segundo maior lance com a segunda carta-produto mais valiosa e assim por diante. Cada jogador escreve na tabela de anotações o produto adquirido e o valor de compra.
2) Vira-se um novo conjunto de cartas-produto. A compra dos produtos continua seguindo a mesma lógica, até que todos sejam comprados. Atenção: pode ocorrer de algum jogador gastar todo o dinheiro antes de terminar as cartas-produto. Nesse caso, na hora de dispor as cartas-produto sobre a mesa, retira-se aleatoriamente a quantidade de cartas correspondente ao número de jogadores sem dinheiro e coloca-se sobre a mesa apenas a quantidade de cartas-produto correspondente ao número de jogadores com dinheiro (as cartas-produto retiradas saem do jogo). Procede-se dessa maneira até que todas as cartas-produto tenham sido distribuídas e compradas, ou até que todos os jogadores estejam sem dinheiro.

 

2ª fase – Venda dos produtos
1) Coloque no centro da mesa uma quantidade de cartas-cheque, também equivalente ao número de jogadores, com a face do valor virada para cima, equivalente ao número de jogadores. Cada jogador analisa os valores e, seguindo uma estratégia, seleciona uma de suas cartas-produto para vender, colocando-a sobre a mesa com a face do produto voltada para baixo (o produto selecionado não deve ser revelado para os outros jogadores).
2) Todos viram suas cartas-produto ao mesmo tempo. O jogador que tiver o produto de maior valor recebe a carta-cheque mais valiosa. O jogador que tiver o produto com o segundo maior valor recebe a segunda carta-cheque mais valiosa e assim por diante. Cada jogador escreve na tabela de anotações o valor da carta-cheque abaixo da indicação do produto vendido.

 

3ª fase – Desafio opcional
A terceira fase do jogo é opcional. Cada jogador retira uma carta-desafio, com ganhos e gastos inerentes a um empreendimento, incluindo educação fiscal.

 

FINAL DO JOGO
A partida termina quando todos tiverem vendido seus produtos. Após efetuar os cálculos na tabela de anotações, aquele que obtiver mais dinheiro vence. Para verificar isso, todos devem somar o valor de suas cartas-cheque e cartas-nota, e seguir as instruções das cartas-desafio, quando utilizadas. Se necessário, podem recorrer às calculadoras.